Buscar en este blog

domingo, 5 de diciembre de 2010

QUANDO NASCEU JESUS?






Teoricamente, atribui-se ao dia 25 de dezembro a data em que se celebra o nascimento de Jesus, há mais de 2 mil anos, mesmo que historiadores, estudiosos e o Espírito Humberto de Campo não coincidam com tal data.

Segundo uma Crônica da obra “Crônicas de Além´Túmulo”, ditado pelo Espírito Humberto de Campos ao médium Francisco Cândido Xavier, em 1935, Jesus nasceu no ano 749 da era romana, mas Dionísio se equivocou nos seus cálculos e afirmou que o nascimento foi em 754. [1]
A revelação de Humberto de Campos foi confirmada em 1993 pelo “historiador e professor de História Antiga Robin Lane Fox no New College de Oxford, no seu livro “Bíblia – Verdade e Ficção”, em que apresenta dados e documentos históricos que contradizem as conclusões anteriores. O professor do Instituto Católico de París, Charles Perrot, afirma em uma entrevista à revista “Le Point”:

 [...] segundo um amplo consenso de exegetas, o ano de nascimento de Jesus deveria situar-se um pouco antes da morte de Herodes, O Grande. Ora, segundo os dados numismáticos, astronômicos e, sobretudo textuais, Herodes deve ter morrido no dia 11 de abril do ano 4 a.C. [...] O nascimento de Jesus terá sido provavelmente entre os anos 6 e 7 a.C. [...].
O sacerdote e professor John P. Meier, da Universidade Católica da América em Washington, publicou no “The New York Times” que Cristo deve ter nascido em torno do ano 6 a 4 a.C. E no Brasil, o astrônomo Rogério Mourão de Freitas do Observatório Nacional investigou o fato e concluiu que Cristo nasceu “em 749 da fundação de Roma”. [2]
O dia 25 de dezembro foi escolhido por um padre no século IV porque nesse dia era celebrada uma festa pagã relacionada com a volta do sol depois do longo inverno. Segundo crenças antigas, antes que o sol voltasse, a constelação da Virgem apareceria no céu, dela nasceria o sol e ela ainda continuaria virgem antes, durante e depois do parto. Jesus foi comparado ao sol porque iluminou a Humanidade e porque deu sua vida, de modo que essa festa, chamada de “Mitra”, foi escolhida para ser a data em se comemoraria o nascimento de Jesus.

Alguns pesquisadores admitem a possibilidade de que Jesus tenha nascido no dia 23 de fevereiro; outros acreditam que foi entre os dias 15 de março e 15 de abril; alguns afirmam que o nascimento aconteceu em setembro. Entretanto, não há informações seguras sobre a data exata. [3]
Seja por um erro de cálculo, pela conveniência de antigos religiosos ou ainda por estímulo ao consumismo exacerbado, o fato é que se cristalizou o costume oriental de adotar o dia 25 de dezembro como o dia de Natal. ¿Mas o que é o Natal?
Segundo o “Dicionário Aurélio” significa: Relativo ao nascimento. [...] 3.Dia do nascimento. 4.Restr. Dia em que se comemora o nascimento de Cristo (25 de dezembro). Então podemos concluir que o dia 25 de dezembro, Natal, é a data do aniversário de Jesus e aqui chegamos a um ponto sobre o qual vale a pena refletir: Como se comemoram os aniversários?
Nas festas de crianças, preparam-se deliciosos doces que eles gostam, seus amiguinhos são convidados, dançam músicas infantis... Nas festas dos jovens suas preferências também são observadas. Todavia, no Natal sequer recordamos o motivo da comemoração, não lembramos do aniversariante. Nem nos detemos a pensar como ele gostaria que fosse a sua festa...
Jesus é o exemplo mais fiel do Amor. Ensinou-nos que o amor nos liberta de nossas fraquezas, que devemos amar a todos, ensinou-nos a perdoar, a ser indulgentes, a praticar a caridade, entre tantas outras lições que nos deixou. E podemos supor que Ele gostaria que o recordássemos praticando seus ensinamentos.

Natal é muito mais do que preencher um cheque e fazer uma doação [...] É muito mais que a troca de presentes [...]. É muito mais que reunir a família [...]. É muito mais que promover o jantar da empresa e reunir patrões e empregados em torno da mesma mesa. A verdadeira comemoração do Natal de Jesus é a vivência de Seus ensinos no dia-a-dia. [4]

Contudo, limitamo-nos a nos alimentarmos excessivamente, sem lembrar de quem não tem sequer um prato de comida. A abusar do álcool, a dar presentes caros como se essa atitude compensasse as nossas falhas durante o que passou do no... Abraçamos aquelas pessoas de quem falamos mal ou que nos machucaram, não porque mudamos de atitude ou porque as perdoamos, senão por conveniência, por um costume de nos desejarmos Boas Festas, sem sentir nossas palavras, sem que sejamos sinceros...
Natal é muito mais que enfeites, presentes, festas, luzes e comemorações... Natal quer dizer nascimento, vida, crescimento... E o Natal de Jesus tem um significado muito especial para o Mundo [...] e deve ser meditado todos os dias, e vivido da melhor maneira possível. [5]
Ao que parece, ainda não percebemos que Jesus nasceu e a verdade é que tampouco coincidimos com a data do seu nascimento, porque o verdadeiro significado do advento de Jesus é marcado pelo dia em que Ele nasce dentro de nós, não importam as conveniências sociais, religiosas, as discordâncias históricas... O essencial é saber: E PARA NÓS, QUANDO NASCEU JESUS?

Para que reflitamos a respeito, usaremos um texto cuja autoria é atribuída a Francisco Cândido Xavier, baseado em um texto de Vinícius: [6]
     Perguntemos a Maria de Magdala, onde e quando nasceu Jesus. E ela nos responderá: - Jesus nasceu em Betânia. Foi certa vez, que a sua voz, tão cheia de pureza e santidade, despertou em mim a sensação de uma vida nova com a qual até então jamais sonhara.
     Perguntemos a Francisco de Assis o que ele sabe sobre o nascimento de Jesus. Ele nos responderá: - Ele nasceu no dia em que, na praça de Assis entreguei minha bolsa, minhas roupas e até meu nome para segui-lo incondicionalmente, pois sabia que somente ele é a fonte inesgotável de amor.
     Perguntemos a Pedro quando deu o nascimento de Jesus, Ele nos responderá: - Jesus nasceu no pátio do palácio de Caifas, na noite em que o galo cantou pela terceira vez, no momento em que eu o havia negado. Foi nesse instante que acordou minha consciência para a verdadeira vida.
     Perguntemos a Paulo de Tarso, quando se deu o nascimento de Jesus. Ele nos responderá: - Jesus nasceu na Estrada de Damasco quando, envolvido por intensa luz que me deixou cego, pude ver a figura nobre e serena que me perguntava: “Saulo, Saulo porque me persegue?” E na cegueira passei a enxergar um mundo novo quando eu lhe disse: - “Senhor, o que queres que eu faça?!”
     Perguntemos a Joana de Cusa onde e quando nasceu Jesus. E ela nos responderá: - Jesus nasceu no dia em que, amarrada ao poste do circo em Roma, eu ouvi o povo gritar: - “Negue! Negue!” E o soldado com a tocha acesa dizendo: - “Este teu Cristo ensinou-lhe apenas a morrer?” Foi neste instante que, sentindo o fogo subir pelo meu corpo, pude com toda certeza e sinceridade dizer: - “Não me ensinou só isso, Jesus ensinou-me também a amá-lo.”
     Perguntemos a Tomé onde e quando nasceu Jesus. Ele nos responderá: - Jesus nasceu naquele dia inesquecível em que ele me pediu para tocar as suas chagas e me foi dado testemunhar que a morte não tinha poder sobre o filho de Deus. Só então compreendi o sentido de suas palavras: - “Eu sou o caminho, a verdade e a vida.”
[...]
     Perguntemos a Lázaro onde e quando nasceu Jesus? Ele nos responderá: - Jesus nasceu em Betânia, na tarde em que visitou o meu túmulo e disse: - Lázaro! Levanta. Neste momento compreendi finalmente quem Ele era... A Ressurreição e a Vida!
Perguntemos a Judas Iscariotes quando se deu o nascimento de Jesus. Ele nos responderá: - Jesus nasceu no instante em que eu assistia ao seu julgamento e a sua condenação. Compreendi que Jesus estava acima de todos os tesouros terrenos.
[...]
     Perguntemos, finalmente, a Maria de Nazaré onde e quando nasceu Jesus. E ela nos responderá: -Jesus nasceu em Belém, sob as estrelas, que eram focos de luzes guiando os pastores e suas ovelhas ao berço de palha. Foi quando o segurei em meus braços pela primeira vez e senti se cumprir a promessa de um novo tempo através daquele Menino que Deus enviara ao mundo, para ensinar aos homens a lei maior do amor.
[...]

E para nós, quando Jesus nasceu?

Se não temos a resposta, talvez o Cristo ainda não tenha nascido em nós e é necessário cuidarmos para que Ele nasça, para que possamos entender o verdadeiro significado do Natal. Para que todos os dias de nossas vidas tenhamos o Espírito de Jesus em nossas almas, manifestando-o a través de atitudes de amor.
 
Recordemos o aniversariante no dia 25 de dezembro, não somente através de uma oração de agradecimento, senão também tratando o nosso próximo com carinho e respeito, e proporcionando recursos materiais a quem carece do básico.

Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me acolhestes; estava nu, e me vestistes; adoeci, e me visitastes; estava na prisão e fostes ver-me. [...] Em verdade vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes. (Mateo, 25:35-40)


Boas festas!
Notas
1. Capítulo XV: A Ordem do Mestre
2. “O Reformador”, de janiero de 2010, editada pela FEB. “Por que a Terra não será destruída em 2012”
3. FILHO, Almícar Del Chiaro. “Estudo Dinâmico do Evangelho”, 2ª Ed.. Cap. II: “O Nascimento de Jesus”. Disponível em: http://www.espirito.org.br/portal/cursos/amilcar/cap02.html   
4. Fragmento da Mensagem “Natal é…”. Disponível em: http://www.momento.com.br/
5. Ibídem 4
6. Texto atribuído a Chico Xavier, baseado no capítulo "Cristo Nasceu? Onde? Quando?", del libro “Em Torno do Mestre”, de Vinícius, ed. FEB. Disponível em: http://www.reflexao.com.br/mensagem_ler.php?idmensagem=212  


     

No hay comentarios:

Publicar un comentario